+55 (16) 3707.6055 | +55 (11) 2394.2584

Notícias

Betta conquista Certificado MPS-BR Nível G

A Betta Tecnologia é hoje uma empresa vitoriosa eorgulhosa em ser genuinamente francana.

 

Oferecendo tecnologia de ponta, segura, voltada exclusivamente aos interesses individuais de cada cliente, a empresa mostra que consegue conquistar também pelo detalhe no atendimento. Desde a recepção na primeira visita, onde o cliente é recebido com as boas vindas da Betta, ele sabe que está entrando em uma empresa séria, que atenderá com eficácia as suas necessidades. O ambiente é aconchegante e o porta retrato digital, na gesto de cordialidade que se estende junto aos demais colaboradores que ali trabalham. O logo da ACIF e as palavras dizendo “Sejam Bem Vindos”, recepcionaram nossa reportagem em visita à empresa. Essa idéia partiu do diretor proprietário da empresa, Munir Buchalla Filho, para quem “a diferença está nos detalhes”.

A Betta Tecnologia tem 20 anos e passou por algumas transformações ao longo dos anos, quando deixou de focar somente a venda de computadores para se tornar também uma empresa de serviços em TI – Tecnologia da Informação – com especializações em soluções em software. Entre seus conhecimentos chave estão as linguagens de programação, desenvolvimento de sistemas e regras de negócios com ênfase nos segmentos da agroindústria, manufatura, saúde e varejo. Também oferece recursos “on demand”, centro de monitoramento remoto, virtualização de infraestrutura e instalação de hardwares e sistemas operacionais.

Mas, uma das transformações mais importantes nos últimos anos foi a que ocorreu em maio de 2010. A Betta Tecnologia recebeu a certificação MPS-BR (Melhoria no Processo de Software Brasileiro), pela SOFTEX, a Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro, entidade ligada ao Ministério da Ciência e Tecnologia. O processo de certificação foi auditado e avaliado pela COPPE/UFRJ. O MPS-BR é uma espécie de ISO para as empresas deste segmento. Na prática, o certificado coloca a Betta Tecnologia em condição única em Franca e dá à empresa vantagens na disputa de novos mercados de desenvolvimento de software em todo o país.

Seguindo preceitos do empresário Munir Buchalla Filho, a Betta Tecnologia tem a missão de prestar serviço com foco na satisfação do cliente do início ao fim. Veja abaixo um trecho da entrevista com o empresário.

Revista ACIF: A Betta é associada à ACIF há muito tempo. Quais são os benefícios que a empresa percebe?

Munir Buchalla Filho – Notamos a modernização constante da ACIF e usufruímos de seus serviços, como os cursos e palestras. Outro serviço importante para nós foi o Programa Empreender. Com ele, a ACIF quebrou paradigmas e mostrou que nossos verdadeiros concorrentes estão além de Franca. Muitos dos que estão ali não acreditavam que empresas do mesmo segmento poderiam crescer contando suas histórias e abrindo seu negócio para os seus concorrentes. Foi a partir do Programa que houve uma mudança de consciência, de entendimento. Além disso, cada empresa do Empreender pensou em se especializar e, assim, tornar-se melhor cada um em seu ramo. Sempre acreditei que através da união tudo pode melhorar.

Revista ACIF: A Betta Tecnologia recebeu, recentemente, o certificado MPS-BR (Melhoria do Processo de Software Brasileiro) nível G. O que isso significa para a empresa?

Munir Buchalla Filho – O certificado MPS-BR é um selo de qualidade e um modelo de referência para mensurar a maturidade de uma organização em processos de desenvolvimento de software com alta abrangência. É difícil de se conquistar, pois além de organizar internamente os processos da nossa fábrica de software, nos traz diferencial, agrega valor ao negócio, e nos possibilita continuidade no mercado com maior competitividade. O certificado nos abre mais portas e nos dá mais credibilidade junto aos nossos clientes. Com ele, podemos exportar softwares ou participar das licitações públicas, por exemplo. Mas não paramos por aí. Nossa busca, agora, é pela Certificação Nível E, porque acreditamos que não podemos nos acomodar.


Texto publicado na revista ACIF, pág 14.
Todos os direitos reservados.
Visite o site da ACIF: www.acifranca.com.br