Front-End vs Back-End: Entenda as diferenças

A programação é uma área complexa que possui profissionais com diferentes especializações e no tocante a desenvolvimento são duas as categorias que se destacam: Front-End e Back-End. Quem deseja atuar nesse segmento deve conhecer as diferenças entre os dois tipos de trabalho para determinar com qual tem mais afinidade. Continue lendo para entender melhor.

Programador Front-End: O que faz?

O trabalho do programador front-end é destinado ao cliente, ou seja, ocupa-se da apresentação da interface, é o código que será rodado no navegador. O foco desse profissional está em desenvolver soluções de programação com boa usabilidade, design bonito e interação satisfatória com o usuário. Em linhas gerais podemos dizer que a responsabilidade desse programador é trabalhar na criação de aplicações visuais.

Para alcançar esses objetivos o desenvolvedor Front-End utiliza linguagens como HTML (usada para marcação), JavaScript (usada para criar animações e recursos lógicos) e CSS (usada para criar estilo). Essas são as três linguagens básicas para quem deseja trabalhar com desenvolvimento Front-End, contudo, há outros conceitos mais avançados que podem contribuir para um trabalho mais eficiente.

O especialista na criação de interfaces para o client-side pode usar bibliotecas e outras tecnologias como jQuery, Angular, Bootstrap e React. Se o programador tem conhecimentos de Design e User Experience (UX) se mostra ainda mais completo para essa função. Quanto mais qualificação o profissional possui mais chances de conseguir um salário mais elevado.

Programador Back-End: O que faz?

O programador Back-End atua no server-side, desenvolve a parte que irá rodar no servidor. Esse profissional é o responsável pela manutenção da integridade dos dados criando recursos para registro de informações. Seu trabalho é o dos bastidores, porém, mesmo não sendo visto pelo usuário tem grande relevância em especial para a segurança.

Todo e qualquer recurso que demanda algum tipo de registro de informação precisa dos conhecimentos de um profissional de Back-End. Dentre as linguagens de programação mais usadas por esse desenvolvedor estão JavaScript, PHP, Ruby on Rails, Node.Js e C#. Os focos dessa área são a segurança das informações coletadas por meio de bancos de dados, velocidade de armazenamento e processamento e a criação de uma lógica que permita a execução correta do objetivo inicial.

Embora desenvolvedores Front-End também tenham em seu cotidiano de trabalho algumas regras e validações a responsabilidade pela integridade dos dados é do Back-End. Os programadores que pensam em seguir por esse caminho devem ter afinidade com o desenvolvimento de estruturas lógicas, conhecimento para a manutenção da segurança dos dados dos usuários e o desejo de pensar em estruturas de interação.

Quais as principais diferenças entre Front-End e Back-End?

Abaixo elaboramos uma lista prática com as principais diferenças entre as funções do Front-End e do Back-End.

– Aplicações visuais x Aplicações de bancos de dados

O profissional de Front-End é o responsável por desenvolver a parte visual do projeto enquanto que a base estrutural e lógica fica por conta do Back-End.

– Client-side x Server-side

Os desenvolvedores Front-End criam para os clientes finais (client-side) e por isso precisam tornar a interface mais fácil de usar por pessoas que não são da área de programação. Por sua vez os desenvolvedores Back-End realizam o trabalho de bastidores (server-side) cujo foco está na sua eficiência do ponto de vista lógico e de armazenamento.

– Desafios de programação

Os desafios de programação são distintos para essas duas funções, o profissional Front-End precisa criar telas esteticamente bonitas, fáceis de carregar, fáceis de usar e que se adaptem bem aos navegadores. Os programadores Back-End devem criar sistemas eficientes que consigam processar informações rapidamente e garantindo a segurança dos usuários.

– Universos paralelos

Cada área tem seu próprio universo de linguagens, eventos, especializações, cursos, livros entre outros. São universos que coexistem, mas que de certa forma estão separados.

Front-End + Back-End = Fullstack

Se você chegou até esse ponto pensando se poderia trabalhar com as duas áreas, tanto desenvolvimento Front-End quanto Back-End, precisa conhecer a função Fullstack. Esse programador tem conhecimento das duas áreas podendo tanto criar a base estrutural do projeto quanto o seu visual estético com boa usabilidade.

Aqueles que se especializam em ambas as áreas são mais valorizados no mercado de trabalho, mas é essencial ressaltar que não dá para ser muito bom numa das funções e mais ou menos na outra. Os profissionais fullstack precisam ter amplo conhecimento de Front e Back e mais do que isso coordenar bem os recursos para chegar a um resultado mais completo.

Aplicações visuais bonitas que não tem uma base sólida de sustentação são tão ineficazes quanto bons sistemas que não tem boa usabilidade. Ter um profissional alinhado com as duas áreas torna o trabalho mais produtivo ainda que ele apenas coordene uma das frentes de trabalho gerenciando outros profissionais.

Relevância

Front-End e Back-End são duas áreas distintas de programação que possuem a mesma relevância, uma sem a outra não funciona. Dessa forma o profissional que está decidindo por qual caminho seguir na área de desenvolvimento deve basear a sua escolha naquilo com que tem mais afinidade. Para ser bom no que se faz é fundamental querer se dedicar.

Gostou de saber mais sobre as diferenças entre profissionais de Front-End e Back-End? Deixe seus comentários abaixo e compartilhe em suas redes sociais!

Texto por: Marillyn Damazio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *